Os leitores do Times-Union querem saber:

É é verdade que a ABC proibiu seus funcionários de usarem distintivos?

É baaaaaack.

Esta corrente de e-mail está mais uma vez circulando nas caixas de entrada de e-mail. apareceu pela primeira vez após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, quando muitos americanos expressaram seu patriotismo, e tem surgido de vez em quando. Não se refere a um evento atual.

Essencialmente, o e- mail é verdadeiro. Mas alguns esclarecimentos devem ser feitos.

Os jornalistas geralmente não usam alfinetes, fitas ou qualquer outro símbolo que possa comprometer sua credibilidade como registradores objetivos e imparciais de eventos. Departamentos de notícias de estações de televisão têm há muito tem uma prática ou política de que o pessoal no ar não deve exibir adornos partidários, incluindo os patrióticos.

Após o 11 de setembro, relata Snopes.com, alguns jornalistas de notícias da rede expressam o desejo de contornar essa regra, desencadeando um debate nacional sobre o assunto:

“Por que isso seria inapropriado”, perguntou Brit Hume, editor-chefe do Fox News Channel em Washington (ele atualmente é um analista político sênior lá). “Isso não significa o governo Bush, nem um determinado partido, nem mesmo o governo. Significa o país. Por que usar um símbolo do país do qual você “é cidadão um problema?”

Hume usava um distintivo de lapela na época. Outros apresentadores da Fox News também, embora Bill O “Reilly não o fizesse, de acordo com várias fontes da mídia. O apresentador” Meet the Press “da NBC, o falecido Tim Russert, usava uma fita patriótica.

Outros em a profissão evitou. Como o repórter da mídia do Washington Post Howard Kurtz disse em uma entrevista de setembro de 2001 à CNN: “Os jornalistas são patriotas que amam seu país e ficam horrorizados com esses ataques, mas muitos acreditam que” é simplesmente inadequado para eles agitarem bandeiras no ar. “

O ABC pediu a seus repórteres que continuassem a seguir a prática estabelecida e não usassem distintivos ou fitas de bandeira, de acordo com Snopes.com, um site apartidário respeitado que confirma ou desmascara rumores e lendas urbanas. A rede já tinha a política, então não instituiu tal proibição depois de 11 de setembro – e certamente não o fez “ontem”, como dizem alguns dos recentes e-mails em cadeia.

O porta-voz da ABC, Jeffrey Schneider disse na época da polêmica que a rede via a política como necessária para proteger seus repórteres “credibilidade e segurança no exterior.

” Não podemos sinalizar por meio de símbolos externos como nos sentimos, mesmo que a causa seja justificado “, disse ele em um comunicado ao The Atlanta Journal-Constitution.” No exterior, pode-se perceber que somos “apenas porta-vozes do governo dos EUA, e isso pode colocar nossos jornalistas em perigo”.

[email protected], (904) 359-4635

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *