Mecanismo de ação Metformina

Reduz a glicose plasm√°tica p√≥s-prandial e basal. Funciona por 3 mecanismos. 1: Reduz a produ√ß√£o hep√°tica de glicose pela inibi√ß√£o da gliconeog√™nese e glicogen√≥lise. 2: No m√ļsculo, aumenta a sensibilidade √† insulina e melhora a capta√ß√£o e utiliza√ß√£o perif√©rica da glicose. 3: Retarda a absor√ß√£o intestinal de glicose. N√£o estimula a secre√ß√£o de insulina, portanto n√£o causa hipoglicemia.

Indica√ß√Ķes terap√™uticas Metformina

Diabetes mellitus tipo 2, especialmente em pacientes com sobrepeso, quando eles s√£o incapazes ao controle glic√™mico adequado apenas com dieta e exerc√≠cios. Em an√ļncios. em monoterapia ou em associa√ß√£o com outros antidiab√©ticos orais ou com insulina. Em crian√ßas > = 10 anos e adolescentes em monoterapia ou em combina√ß√£o com insulina.

Dosagem Metformina

Expressa em cloridrato de metformina, oral. Ads., Monoterapia e associado a outros antidiab√©ticos orais: usual inicial 500 ou 850 mg 2-3 vezes / dia, durante ou ap√≥s as refei√ß√Ķes e ajuste ap√≥s 10-15 dias de acordo com a glicemia (um aumento lento melhora a toler√Ęncia gastrointestinal), m√°x. .: 3 g / dia em 3 doses; combinado com insulina: inicial 500 ou 850 mg 2-3 vezes / dia, ajustar a dose de insulina de acordo com a glicemia. Crian√ßas > = 10 anos e adolescentes, monoterapia e combinada com insulina: 500 ou 850 mg 1 vez / dia durante ou ap√≥s as refei√ß√Ķes, ajustar para 10-15 dias de acordo com a glicemia, m√°x. .: 2 g / dia em 2-3 doses.

Modo de administração Metformina

Pode ser administrado durante ou ap√≥s as refei√ß√Ķes. Voc√™ deve continuar sua dieta com uma distribui√ß√£o regular da ingest√£o de carboidratos ao longo do dia. Se voc√™ est√° acima do peso, deve continuar com sua dieta hipocal√≥rica.

Contra-indica√ß√ĶesMetformina

Hipersensibilidade; cetoacidose diab√©tica, precoma diab√©tico; IR. (Clcr < 60 ml / min); patologia aguda com risco de insufici√™ncia renal: desidrata√ß√£o, infec√ß√£o grave, choque; enf. agudo ou cr√īnico com risco de hip√≥xia tecidual: insuff. card√≠aco ou respirat√≥rio, enfarte do mioc√°rdio recente, choque; I.H., intoxica√ß√£o alco√≥lica aguda, alcoolismo.

Advert√™ncias e precau√ß√Ķes Metformina

Interrompa e hospitalize imediatamente devido a sinais inespec√≠ficos, como c√£ibras musculares com dist√ļrbios digestivos, dor abdominal e astenia grave, poss√≠vel acidose l√°ctica; monitorar a fun√ß√£o renal antes de iniciar o tratamento, min. 1 vez / ano se normal e m√≠n. 2-4 vezes / ano se o n√≠vel de creatinina > = ULN e em idosos (neles tamb√©m tenha cuidado ao iniciar o tratamento com anti-hipertensivos, diur√©ticos ou AINEs devido ao risco de deteriora√ß√£o renal); suspender 48 h antes da cirurgia com anestesia geral, raquianestesia ou peridural, retomar 48 h ap√≥s ou ap√≥s retomada da nutri√ß√£o oral, e somente se fun√ß√£o renal normal; suspender antes ou no momento do exame radiol√≥gico com meio de contraste iodado (intravascular) e n√£o retomar antes de 48 h, somente se fun√ß√£o renal normal; monitoramento dos par√Ęmetros de crescimento e puberdade em crian√ßas, especialmente de 10 a 12 anos.

Insuficiência hepática Metformina

Contra-indicada. √Č um fator de risco associado √† acidose l√°ctica.

Insuficiência renalMetformina

Contraindicado com I.R. (Clcr < 60 ml / min). Determine os níveis de creatinina sérica antes de iniciar o tratamento. e monitorar regularmente: 1 vez / ano em pacientes com função renal normal, 2-3 vezes / ano em pacientes que estão em ULN.

InteractionsMetformin

Veja o Contr. e Prec. Além disso:
Exposi√ß√£o aumentada por: drogas cati√īnicas eliminadas por secre√ß√£o tubular (por exemplo, cimetidina), controle glic√™mico r√≠gido, ajuste da dose ou altera√ß√£o do tratamento. diab√©tico.
Cuidado com: glicocortic√≥ides (via sist√™mica e local) e simpaticomim√©ticos devido ao aumento da glicemia (controle r√≠gido principalmente no in√≠cio, se for necess√°rio ajustar a dose de metformina durante a concomit√Ęncia e na suspens√£o); diur√©ticos (especialmente aqueles da al√ßa) devido ao risco aumentado de acidose l√°ctica.
Níveis de glicose reduzidos com: inibidores da ECA, ajuste a dose.

PregnancyMetformin

Diabetes n√£o controlado durante a gravidez ( gestacional ou permanente) est√° associada a um risco aumentado de anomalias cong√™nitas e mortalidade perinatal. A informa√ß√£o limitada sobre o uso de metformina em mulheres gr√°vidas n√£o indica um risco aumentado de defeitos cong√™nitos. Estudos em animais n√£o indicam efeitos nocivos no que diz respeito √† gravidez, desenvolvimento embrion√°rio ou fetal, parto ou desenvolvimento p√≥s-natal.Quando a paciente planeja engravidar e durante a gravidez, √© recomendado que o diabetes n√£o seja tratado com metformina, mas com insulina para manter os n√≠veis de glicose no sangue o mais pr√≥ximo do normal poss√≠vel, a fim de reduzir o risco de malforma√ß√Ķes fetais.

BreastfeedingMetformin

A metformina é excretada no leite humano. Nenhum efeito adverso foi observado em recém-nascidos / bebês amamentados. No entanto, uma vez que a informação disponível é limitada, a amamentação não é recomendada durante o tratamento com metformina. A decisão de descontinuar a amamentação deve ser feita levando-se em consideração os benefícios da amamentação e o risco potencial de efeitos adversos na criança.

Efeitos na capacidade de conduzir metformina

Metformina em monoterapia it não causa hipoglicemia e, portanto, não tem efeito sobre a capacidade de dirigir ou usar máquinas. No entanto, o paciente deve ser avisado sobre os riscos de hipoglicemia quando a metformina é usada em combinação com outros medicamentos antidiabéticos (por exemplo, sulfonilureias, insulina ou meglitinidas).

Rea√ß√Ķes adversasMetformina

Disgeusia; n√°usea, v√īmito, diarr√©ia, dor abdominal, perda de apetite.

Vidal Vademecum Fonte: O conte√ļdo desta monografia de ingrediente ativo de acordo com a classifica√ß√£o ATC foi escrito levando em considera√ß√£o conta a informa√ß√£o cl√≠nica de todos os medicamentos autorizados e comercializados em Espanha classificados no referido c√≥digo ATC. Para conhecer em detalhes as informa√ß√Ķes autorizadas pela AEMPS para cada medicamento, deve-se consultar a respectiva Ficha T√©cnica autorizada pela AEMPS.

Monografias Princípio Ativo: 01/12/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *